A epidemia da Síndrome Congênita do Vírus da Zika chamou atenção do Brasil e do mundo a partir de 2015. O problema mobilizou autoridades do Ministério da Saúde, médicos e pesquisadores. Entre esses profissionais, destaca-se Celina Maria Turchi, responsável por liderar equipe de cientistas que encontrou elo entre o vírus e os casos de microcefalia no País. Natural de Goiás, a médica recebeu da Alepe, nesta terça (22), o Título de Cidadã de Pernambuco. A autora da proposta é a deputada Socorro Pimentel (PSL).

Celina Turchi reside e trabalha no Estado, como pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A revista inglesa Nature, em sua edição de dezembro passado, incluiu a médica entre as dez maiores personalidades da ciência em 2016. Este ano, a revista norte-americana Time a escolheu como uma das cem personalidades mais influentes do mundo.

“Nesta Reunião Solene, a Casa Joaquim Nabuco presta à doutora Celina Turchi um justo reconhecimento pelo seu trabalho de combate à epidemia de microcefalia associada ao vírus da zika, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti”, salientou a deputada Simone Santana (PSB), que coordenou a cerimônia. A parlamentar frisou que, entre 2015 e 2016, chegou-se a registrar uma média mensal de 91 casos de notificação da síndrome congênita.

Socorro Pimentel destacou que, diante de tantos casos e de tantas dúvidas, uma pesquisadora brasileira, com a ajuda de uma equipe, fez essa correlação entre a microcefalia e o vírus da zika. “A partir desse fato, os cientistas puderam ter um ponto de partida para detectar essa epidemia”, pontuou.

Para Celina Turchi, a homenagem é um reconhecimento do trabalho realizado pela equipe. “É um grupo que vem trabalhando desde o início da epidemia, então é uma grande honra e um grande prazer fazer parte e, agora, estar à altura de meus colegas pesquisadores do Recife”, ressaltou.

Por Ascom Alepe

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDeputados de oposição questionam portaria do Detran-PE
Próximo artigoGoverno avalia transposição de águas do Rio Tocantins para o São Francisco
Paulo Gonçalves Arraes, nasceu em Araripina-PE em 1969, formado em Ciências com habilitação em Biologia pela FAFOPA, com cursos de Instrutor de Trânsito e Diretor de CFC (Auto Escola) pela UPE/Detran-PE, Vereador 1999/2000 (PSB) e 2001/2014 (PPS), Assessoria Política em campanhas eleitorais na Região do Araripe e em 2009 representou Pernambuco no Movimento pela Recomposição das Câmaras de Vereadores no Congresso Nacional em Brasília.