Um acusado de crimes de pistolagem, entre os estados do Ceará e Pernambuco, foi assassinado com quatro tiros por volta das 20 horas desta segunda-feira, no Sítio Trempes na zona rural de Serrita (PE). Segundo testemunhas, o ex-presidiário Militão Amorim da Silva, de 42 anos, foi morto por desconhecidos que chegaram à localidade num carro de cor escura quando surpreenderam a vítima com os disparos e fugiram em alta velocidade. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal l(IML) de Petrolina.

Na região do Cariri e mais precisamente no município de Barbalha, ele e o seu irmão Antonio Amorim da Silva mataram a professora Maria do Socorro Moraes no dia 12 de outubro de 2001. A mesma foi atraída até à porta de sua casa e executada a tiros pelos pistoleiros que fugiram numa moto. A polícia descobriu que o marido da vítima, no caso o comerciante Expedito Furtado Cruz, os tinha contratado para matá-la quando terminou praticando o suicídio.

Segundo a polícia, ele o irmão eram suspeitos de envolvimento noutros crimes de pistolagem no Ceará e Pernambuco. Militão já esteve preso na Penitenciária Industrial e Regional do Cariri (PIRC) em Juazeiro do Norte para cuja comarca vieram cartas precatórias das comarcas de Serrita e Salgueiro (PE) e Jardim (CE) a fim de ser ouvido por crimes cometidos nestes municípios, cujos procedimentos indiciam igualmente o seu irmão.

Além disso, Militão foi vítima de uma tentativa de homicídio quando trabalhava em um Posto de Combustíveis Imperador em Salgueiro. No dia 21 de setembro de 2010 Edmilson Siqueira Cândido, então com 38 anos e apelidado por “Edmilson Vaqueiro” chegou ao estabelecimento e o lesionou com quatro tiros. Na época, Militão era detento no regime semiaberto e escapou após cirurgias. Edmilson era seu conterrâneo de Serrita e foi preso no dia 22 de março de 2014 no Parque Granjeiro em Crato.

Do Blog do Paulo  Por Demontier Tenório/Site Miséria

COMPARTILHAR
Artigo anteriorOs Campi do IF Sertão abrem inscrições para cursos do PROEJA
Próximo artigoViolência contra animal revolta moradores em Santa Cruz
Paulo Gonçalves Arraes, nasceu em Araripina-PE em 1969, formado em Ciências com habilitação em Biologia pela FAFOPA, com cursos de Instrutor de Trânsito e Diretor de CFC (Auto Escola) pela UPE/Detran-PE, Vereador 1999/2000 (PSB) e 2001/2014 (PPS), Assessoria Política em campanhas eleitorais na Região do Araripe e em 2009 representou Pernambuco no Movimento pela Recomposição das Câmaras de Vereadores no Congresso Nacional em Brasília.