Seis municípios pernambucanos tiveram unidades do programa Farmácia Popular do Brasil desabilitadas nesta segunda-feira (3). A medida foi publicada através da portaria Nº 1.630 de 30 de junho do Diário Oficial da União e faz parte de um plano de corte de gastos do Governo Federal.

Os municípios atingidos pela determinação do Ministério da Saúde são: Araripina e Petrolina, no Sertão do Estado; Caruaru e Gravatá, no Agreste; Goiana, na Mata Norte; e Camaragibe, no Grande Recife. As mudanças no programa do Governo foram anunciadas pelo ministro Ricardo Barros no início do mês passado. Segundo o ministério, dos R$ 100 milhões investidos na rede própria das farmácias populares anualmente, 80% era destinado ao pagamento de aluguéis e salários de funcionários.

Da Redação  Por JC Online  Foto: Agência Brasil

COMPARTILHAR
Artigo anteriorVagas de emprego desta segunda-feira (03) para Araripina, Salgueiro e Petrolina (PE)
Próximo artigoProgramação oficial da Expocrato 2017
Paulo Gonçalves Arraes, nasceu em Araripina-PE em 1969, formado em Ciências com habilitação em Biologia pela FAFOPA, com cursos de Instrutor de Trânsito e Diretor de CFC (Auto Escola) pela UPE/Detran-PE, Vereador 1999/2000 (PSB) e 2001/2014 (PPS), Assessoria Política em campanhas eleitorais na Região do Araripe e em 2009 representou Pernambuco no Movimento pela Recomposição das Câmaras de Vereadores no Congresso Nacional em Brasília.