Começou o ‘racha’ político em Dormentes (PE), no Sertão do São Francisco. Como será conveniente, todos vão negar, mas até os paralelepípedos das ruas sabem que não se fala mais a mesma língua entre as lideranças políticas da cidade da caprinovinocultura.

Na sessão desta terça feira (28) na Câmara de Vereadores, a maioria votou a favor do projeto de lei que, se fosse aprovado, permitiria a reeleição da Mesa Diretora. No entanto o placar não foi suficiente para que o projeto passasse. É que eram necessários oito votos para a conquista da ampla maioria.

O projeto, de autoria conjunta dos cinco vereadores de oposição, obteve também o voto favorável da vereadora Rosarinha Coelho (PSB), atual presidente da Casa e que poderia concorrer à reeleição.

Votaram a favor os vereadores Chiquinho de Dodora, Betinha de Dudu, Corrinha da Saúde, Jeolândio Coelho e Jurandir – além de Rosarinha. Votaram conta Ana Carla (filha da prefeita Josimara Cavalcanti), Quinou, Paizinha, Lomanto e Ernândio.

Influência
O fato, para chamar a atenção, é que, ao contrário do compromisso assumido pela prefeita de manter neutralidade diante de um tema interno da casa legislativa, ela acabou interferindo no processo. A vereadora Ana Carla votou contrário ao projeto de reeleição, e há rumores de que a mãe dela tenha influenciado na decisão. Na cidade se fala ainda que o governo municipal atuou pesado contra a vereadora Quinou, ameaçando chamar a vereadora Cosminha de volta da licença-maternidade. Quinou é tia de Rosarinha, mas como ficou na suplência, assumiu uma assessoria no governo municipal, e agora o mandato temporariamente. É cada vez mais notório o distanciamento entre os seguidores do ex-prefeito Geomarco Coelho (falecido em setembro deste ano) com o grupo da atual prefeita, que assumiu a gestão após a morte de Geomarco. Por Carlos Britto
COMPARTILHAR
Artigo anteriorEspecialista alerta para os cuidados com a pele
Próximo artigoSebrae faz orientação para produtores de frango caipira em Araripina
Paulo Gonçalves Arraes, nasceu em Araripina-PE em 1969, formado em Ciências com habilitação em Biologia pela FAFOPA, com cursos de Instrutor de Trânsito e Diretor de CFC (Auto Escola) pela UPE/Detran-PE, Vereador 1999/2000 (PSB) e 2001/2014 (PPS), Assessoria Política em campanhas eleitorais na Região do Araripe e em 2009 representou Pernambuco no Movimento pela Recomposição das Câmaras de Vereadores no Congresso Nacional em Brasília.