Na tarde desse domingo (29), no encerramento do congresso da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP), em Petrolina, o ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, foi vaiado e chamado de golpista. No momento da vaia, o filho do senador Fernando Bezerra estava proferindo uma palestra com o tema “Reforma Política e Atual Cenário Brasileiro”, em um hotel de luxo na orla da cidade.

Até o momento do debate sobre as privatizações do Governo Federal a participação do ministro estava tranquila, mas as divergências começaram quando o espaço foi aberto para questionamentos dos vereadores sobre vários assuntos.

Fernando defendeu as privatizações e disse que iriam gerar mais de 500 mil empregos, no entanto, a vereadora Cristina Costa (PT) contestou, afirmando que o ministro “acabou com o conteúdo nacional”, impedindo a indústria brasileira de fornecer bens e serviços. Ela disse que, com as privatizações, o país poderá ampliar o número de desempregados.

O ponto de vista da vereadora foi aplaudido por muitos parlamentares, que vaiaram Fernando Filho com gritos de “golpista”. A assessoria do ministro até tentou contornar a situação, mas não teve jeito. Por Alvinho Patriota

COMPARTILHAR
Artigo anteriorVagas de emprego desta sexta-feira (27) para Araripina, Salgueiro e Petrolina-PE
Próximo artigoPM apreende carro clonado durante operação em Ouricuri
Paulo Gonçalves Arraes, nasceu em Araripina-PE em 1969, formado em Ciências com habilitação em Biologia pela FAFOPA, com cursos de Instrutor de Trânsito e Diretor de CFC (Auto Escola) pela UPE/Detran-PE, Vereador 1999/2000 (PSB) e 2001/2014 (PPS), Assessoria Política em campanhas eleitorais na Região do Araripe e em 2009 representou Pernambuco no Movimento pela Recomposição das Câmaras de Vereadores no Congresso Nacional em Brasília.