O presidente da Federação Alemã de Futebol, Reinhard Grindel, que também é membro do Conselho da Fifa, revelou com mais detalhes, em sua conta no Facebook, os planos da entidade máxima a respeito do futuro do Mundial de Clubes.

De acordo com o dirigente, a proposta que foi lançada é de uma competição a ser realizada a partir de 2021, de quatro em quatro anos, substituindo a Copa das Confederações. Seriam 24 participantes, divididos em oito grupos de três integrantes. A disputa seria, por essa ideia, realizada em junho e usaria 18 dias do calendário.

A questão que já foi levantada, segundo o próprio Reinhard Grindel, é o período de férias e descanso para os jogadores que adotam o calendário europeu.

De qualquer forma, a Fifa vai tomar uma decisão sobre o assunto em março de 2018.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorProjeto de regulamentação do Uber é alterado e volta para a Câmara
Próximo artigoPM do Maranhão abre inscrições para concurso com 1.214 vagas
Paulo Gonçalves Arraes, nasceu em Araripina-PE em 1969, formado em Ciências com habilitação em Biologia pela FAFOPA, com cursos de Instrutor de Trânsito e Diretor de CFC (Auto Escola) pela UPE/Detran-PE, Vereador 1999/2000 (PSB) e 2001/2014 (PPS), Assessoria Política em campanhas eleitorais na Região do Araripe e em 2009 representou Pernambuco no Movimento pela Recomposição das Câmaras de Vereadores no Congresso Nacional em Brasília.