Tramita na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) projeto que facilita o refinanciamento da dívida pública mobiliária dos municípios com a União. O texto altera a Medida Provisória 2.185-35, de 2001, que favorece os estados com uma série de revisões dos programas de ajustes fiscais.

A autora do PLS 128/2013, senadora Ana Amélia (PP-RS), afirma na justificação que os municípios têm enfrentado uma situação crítica porque suas receitas encontram-se limitadas. Sua proposta, segundo ela, promoverá tratamento isonômico e justo em relação aos estados.

Em 2012, segundo Ana Amélia, o Ministério da Fazenda implementou medidas que garantiram aos estados a ampliação do limite de endividamento com base nas metas dos Programas de Ajuste Fiscal. No entanto, o mesmo não foi feito em relação aos municípios.

O relator do projeto na CAE, Fernando Bezerra Coelho (PMDB-PE), concorda com a senadora e apresentou voto favorável. Ele argumenta que não se pode esquecer que a Constituição atribui aos municípios a condição de entes autônomos da Federação, tanto quanto os estados. Não pode haver tratamento diferente, portanto, na opinião do relator.

Como o projeto será votado na CAE em decisão terminativa, poderá seguir direto para a Câmara dos Deputados em caso de aprovação. Só precisará passar pelo Plenário do Senado se for apresentado requerimento para isso.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorGovernador em exercício de PE assina decreto com incentivos fiscais ao Polo Gesseiro
Próximo artigoCenário sem Lula altera táticas de pré-candidatos
Paulo Gonçalves Arraes, nasceu em Araripina-PE em 1969, formado em Ciências com habilitação em Biologia pela FAFOPA, com cursos de Instrutor de Trânsito e Diretor de CFC (Auto Escola) pela UPE/Detran-PE, Vereador 1999/2000 (PSB) e 2001/2014 (PPS), Assessoria Política em campanhas eleitorais na Região do Araripe e em 2009 representou Pernambuco no Movimento pela Recomposição das Câmaras de Vereadores no Congresso Nacional em Brasília.