Durante a operação “Carrossel de Fogo”, na noite dessa quinta-feira (23), a Guarnição Especial (GE) do GATI sob o comando do Major Carvalho, realizou o deslocamento até o município de Bodocó para dar apoio a Guarnição Tática (GT) local, onde os imputados, Gilberto Silva de Lima, de 29 anos, e Francisco Ronaldo de Souza Silva, de 37 anos, foram vistos em atitudes suspeitas na localidade.

No momento da abordagem, os imputados entraram em contradição e depois, os mesmos afirmaram que estavam hospedados em um hotel na cidade de Ouricuri com o intuito de praticarem furtos na região. Após pesquisas junto ao serviço de inteligência do Ceará e consultas feitas com apoio do NIS, foi constatado que Gilberto Silva possui quatro Inquéritos por furto e um por formação de quadrilha, todos por crimes praticados em Fortaleza-CE, e que Francisco Ronaldo possui um mandado em aberto, expedido pelo Magistrado da 3ª Vara da execução penal, o Senhor Cezar Belmino Barbosa Evangelista, relativo a crime de furto.

Durante buscas no veículo Fiat Mobi Drive na cor prata, 2017 placa PZS 5932, locado pelos infratores em Fortaleza-CE, foram encontrados  os seguintes materiais que, segundo a dupla, seriam utilizados para arrombar a Loja Magazine Luíza na cidade de Ouricuri, bem como uma loja na cidade de Bodocó: 02 alicates, 01 furadeira manual, 01 furadeira elétrica. Também foram apreendidos 02 celulares (que confessaram ter furtado em uma Galeria de Lojas em Juazeiro do Norte-CE.

Durante verificação procedida pelo subcomandante nos diálogos via WhatsApp nos celulares dos imputados foram verificadas expressões em que os mesmos combinavam assaltar loja ou banco, a exemplo: “vamos botar em banco ou loja”.

O policiamento logo em seguida tomou conhecimento que mais dois elementos haviam se evadido do local, em um veiculo Gol, geração 6, cor verde e que provavelmente havia seguido para a cidade de Ouricuri, onde o Major Carvalho solicitou o apoio do NIS 4 e da equipe do BEPI, comandada pelo sargento PM Geovanne, para tentar localizar os elementos.

Os imputados afirmaram que um dos homens que evadiram do local é conhecido como Antônio Carlos, “Carlos 155”, que sob essa informação as equipes continuam em diligências com o intuito de encontrar os elementos, porém não obtiveram êxito.

O material e o veículo foram encaminhados juntamente com a dupla criminosa para a Delegacia de Polícia Civil (DPC) de Ouricuri. Foi solicitado perícia nos aparelhos celulares devido a quantidade de diálogos com conotação de articulação para o crime. Por Cariri Filho