Cinco partidos com representação política no Congresso lançaram em Brasília nesta quarta-feira (7) a Frente Parlamentar Mista Suprapartidária em defesa das eleições diretas para presidente da República.

O lançamento ocorreu no salão nobre da Câmara dos Deputados com participação de parlamentares do PSB, PT, PDT, PCdoB e PSOL. A adesão à Frente está aberta a parlamentares de outros partidos.

Integrante desta Frente, o deputado Tadeu Alencar (PSB) salientou que diante do agravamento da crise política “só a mobilização popular será capaz de pacificar o país”.

“Esta luta pelas diretas já, que esperamos seja vitoriosa, vai devolver ao povo o direito de escolher um novo presidente para o Brasil”, acrescentou.

Alencar citou recente pesquisa do Instituto Datafolha segundo a qual 85% dos brasileiros defendem as eleições para comprovar a tese de que essa luta deve ser suprapartidária.

Ele disse que se o presidente Michel Temer perder o cargo a Constituição prevê eleições indiretas para a escolha do seu sucessor, mas considera possível a aprovação de uma PEC prevendo eleições diretas em caso de haver vacância do cargo.

“Hoje, a Constituição prevê eleições indiretas, mas há um processo de alteração da Constituição previsto nela própria. E se este processo se dá para garantir à sociedade o direito de escolha do seu presidente da República, seria esquisito limitasse a participação popular na escolha de seus representantes. Garantindo esta participação, estamos dando plenitude à nossa Constituição que diz que todo poder emana do povo”, disse o representante do PSB.