Começou nessa segunda quinzena de novembro o programa Papo Cheio, realizado pelo Sebrae com objetivo de promover o desenvolvimento da atividade de criação de frango caipira através de consultoria personalizada em Araripina.

O programa já recebeu adesão de cerca de 50 criadores, que estão recebendo capacitação técnica e gerencial na propriedade, transferência de tecnologia, aumento da renda e elevação da eficiência da atividade.

Segundo a analista do Sebrae no Sertão do Araripe, Rossana Webster, uma galinha para ficar no ponto de abate leva entre oito a 12 meses e com a assistência a forma de manejo contribui para que em quatro meses o animal esteja pronto para o abate.

O Papo Cheio pode ser contratado via programa Sebraetec, mediante apresentação do RG, CPF e comprovante de residência. O Sebrae garante 70% do valor do programa e o produtor se compromete com outros 30%, que equivale a R$ 405,00, parcelado em seis vezes de R$ 67,50.

O programa tem assistência técnica de seis meses, com 24 horas de consultorias por produtor e oficinas de gestão em grupo. A ação envolve diagnóstico da atividade, planejamento da atividade de avicultura caipira, orientação na construção das instalações, implantação do manejo nutricional, implantação de manejo profilático/sanitário, controles de gestão da atividade e orientação na utilização de alimentos alternativos. Por Chico Gomes