Um vírus que rouba dados bancários, o BankBot, foi encontrado na Google Play -loja de aplicativos do Android- pela terceira vez neste ano. O malware vem junto com aplicativos aparentemente inofensivos, como “Tomado FlashLight”, “Lamp for DarkNess” e “Sea FlashLight” (lanternas), “Crypto Currencies Market Prices” (informações sobre criptomoedas), entre outros disfarces.

Depois de instalado no celular, o vírus, espécie de cavalo de Troia (que se esconde no momento da instalação), cria uma interface falsa em aplicativos bancários. Assim, quem entrar no app do seu banco e preencher a senha estará cedendo seus dados aos invasores.

Segundo o Avast, empresa de anti-vírus que detectou a falha, o problema afetou usuários dos bancos WellsFargo, Chase, DiBa e Citibank. São 160 aplicativos bancários que podem ser alvos do malware. O BankBot foi encontrado entre os apps do Google Play em abril, setembro e, agora, em novembro.

Procurado, o Google respondeu por meio de nota. “Levamos a segurança muito a sério no Google Play e atualmente estamos investigando a situação para proteger os usuários”, afirma a empresa. A Play Store já removeu todos os aplicativos identificados como “disfarces” do BankBot, mas os hackers podem criar apps com nomes de desenvolvedores diferentes a qualquer momento.

Cuidados

Não dê permissões para aplicativos de origem desconhecida, não baixe apps que não sejam estritamente necessários (a lanterna, por exemplo, é um recurso que vem embutido na maioria dos celulares). Verifique a classificação (nota) do app atribuída pelos demais usuários, não dê permissão de “administrador” para um app se ele não for absolutamente confiável se a interface do app do seu banco parece estranha, não use.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAlckmin assumirá comando do PSDB
Próximo artigoTemer tem dez ministros investigado no Conselho de ética
Paulo Gonçalves Arraes, nasceu em Araripina-PE em 1969, formado em Ciências com habilitação em Biologia pela FAFOPA, com cursos de Instrutor de Trânsito e Diretor de CFC (Auto Escola) pela UPE/Detran-PE, Vereador 1999/2000 (PSB) e 2001/2014 (PPS), Assessoria Política em campanhas eleitorais na Região do Araripe e em 2009 representou Pernambuco no Movimento pela Recomposição das Câmaras de Vereadores no Congresso Nacional em Brasília.